Ir al contenido

Cesta

La cesta está vacía

M. Chagall

Marc Chagall

Fotografia de Marc Chagall
Dados do pintor
Nome de nascimento:  Mark Zajárovich Shagálov.
Nome artístico:  Marc Chagall.
País de nacionalidade:  França.
Nascimento:  1887, Bielorrússia, Império Russo.
Morte:  1985, França.
Estilo:  Modernismo, surrealismo, cubismo.

Marc Chagall é um artista plástico francês de família judia lituana, nascido na Bielorrússia. De caráter alegre, religioso, nostálgico e otimista, realizou pinturas e obras de diversas disciplinas: cerâmica, vitral, gravura e ilustração. É um dos pais do modernismo, suas obras se enquadram em um leque de estilos modernos, especialmente surrealismo e cubismo.

Impulsionado por suas inquietações vitais, aos 19 anos começou seus movimentos pelas principais capitais da arte, do mundo naquele momento: São Petersburgo, Berlim e Paris.

Viveu a Primeira e Segunda Guerra Mundial em primeira pessoa, esta última provocou sua fuga para os Estados Unidos em 1941, já que foi considerado como alvo nazista, tanto por sua origem judaica, como por seu estilo artístico, considerado "degenerado" pelo regime alemão.

Nos Estados Unidos estabeleceu-se em Nova York, onde foi reconhecido como um Grande da pintura. Em 1948, retorna definitivamente à França, estabeleceu-se na Costa Azul, Nice, onde viveu até seus últimos dias.


Quadros de Chagall

Suas obras são peculiares, ricas em ideias inusitadas, ambientes mágicos e mundos misteriosos. Estão expostas nos museus mais importantes do mundo, na Rússia, Europa e Estados Unidos.

Compre quadros inspirados neste artista na seção: quadros de Chagall a óleo



  • "Eu e a aldeia"
    Autor: Marc Chagall
    Título em inglês: I and the Village
    Ano: 1911
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Tela
    Localização: Museu MoMA, Nova York

    Esta é a obra mais conhecida de Chagall. A composição funde os elementos com maior carga emocional que o artista viveu em sua infância, no ambiente rural, nos arredores de Vitebsk, Bielorrússia. O trabalho da terra, camponeses, gado, casas, igreja ortodoxa, e na parte inferior uma pequena árvore simbolizando a origem e diversidade da vida.

    Embora tenha muitos elementos do cubismo, não pode ser classificado puramente como tal, devido ao tema campestre e ao uso do simbolismo. Na opinião do artista: "Para os cubistas, uma pintura era uma superfície coberta com formas em uma certa ordem. Para mim, uma pintura é uma superfície coberta com representações de coisas, onde a lógica e a ilustração não têm importância"


  • "A Virgem da aldeia"
    Autor: Marc Chagall
    Título em inglês: Madonna of Village
    Estilo: Modernismo
    Ano: 1940-42
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Tela
    Localização: Museu Thyssen-Bornemisza, Madrid

    Esta tela mostra claramente o caráter alegre e sonhador do pintor. Levou dois anos para fazê-la, começou na França em tempos em que o exército de Hitler começava a avançar e arrasar as fronteiras francesas. Foi terminada 2 anos depois em Nova York.


  • "Autorretrato do artista"
    Autor: Marc Chagall
    Título original: Portrait de l'artiste
    Estilo: Modernismo
    Ano: 1914
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Cartão
    Localização: Museu de Arte de Basileia, Suíça

    Chagall se autorretratou em muitas ocasiões e sempre o fez de um modo não realista. Para ele, a representação do estado de ânimo era o principal.


  • "A casa cinza"
    Autor: Marc Chagall
    Título em inglês: The Grey House
    Estilo: Modernismo, Cubismo
    Ano: 1917
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Tela
    Localização: Museu Thyssen-Bornemisza, Madrid

    Composição com planos quebrados, ao estilo do cubismo, aos quais se agregam outros elementos de certo realismo. Ao fundo descreve a paisagem urbana real de Vítebsk, em primeiro plano uma casa de madeira típica da época.

    É um quadro divertido nas suas formas e melancólico nas suas cores. À esquerda, um personagem misterioso, embora não se saiba com certeza, os historiadores veem como provável que seja uma representação do próprio artista.


  • "Casa em Vitebsk"
    Autor: Marc Chagall
    Título em inglês: House at Vitebsk
    Estilo: Modernismo
    Ano: 1917
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Papel
    Localização: Galeria Nacional de Arte, Washington, EUA

    Na mesma linha de "A casa cinzenta", esta obra é uma ode nostálgica do artista à aldeia onde cresceu, a pintura tem zonas com cores muito vivas que contrastam com o ambiente em tons pardos, denotando a grande carga emotiva da cena, na mente do artista.


  • "O circo azul"
    Autor: Marc Chagall
    Título em inglês: The Blue Circus
    Título original: Le cirque bleu
    Estilo: Modernismo
    Ano: 1950
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Tela
    Localização: Galeria Tate, Reino Unido

    O personagem principal é uma trapezista, imersa num mundo fantástico de música e circo, este último um dos temas pictóricos favoritos do artista, que disse: "Para mim, o circo é um espetáculo mágico que aparece e desaparece como um mundo". Pintado em seus últimos anos, demonstra um grande sentido de movimento e ritmo.


  • "A criação do homem"
    Autor: Marc Chagall
    Título original: La création de l'homme
    Estilo: Modernismo
    Ano: 1958
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Tábua
    Localização: Museu Marc-Chagall, Nice, França

    Esta é uma das pinturas religiosas mais formais e pensadas do artista, claro que longe do cânone acadêmico, mas estrito no cânone da simbologia judaico-cristã. Trata-se do relato bíblico do Gênesis e parte dos evangelhos, onde Deus completa a criação do homem.

    O céu se apresenta com luz amarela e um sol vermelho, sobre o qual gira o povo judeu, desde a antiguidade, até a crucificação. A parte inferior mostra Adão nos braços do anjo, em meio à criação.


  • "Crucificação branca"
    Autor: Marc Chagall
    Título em inglês: White Crucifixion
    Estilo: Modernismo
    Gênero: Pintura religiosa
    Ano: 1938
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Tela
    Localização: Instituto de Arte de Chicago, EUA

    Mostra Jesus crucificado no centro e exacerba sua condição de judeu com diversos símbolos: O Talit que o cobre (xale tradicional), lenço na cabeça, os patriarcas do Antigo Testamento como anjos flutuando. À esquerda e à direita, povoados devastados, sinagogas queimadas e refugiados fugindo de barco

    Nos anos 30, esta obra não foi isenta de polêmica, pois apresentava um paralelismo entre o tormento de Jesus e o do povo judeu, tudo isso em tempos em que a perseguição aos judeus era crescente, precisamente 3 anos antes do holocausto nazista.


  • "O aniversário"
    Autor: Marc Chagall
    Título em inglês: Birthday
    Estilo: Modernismo
    Ano: 1915
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Tela
    Localização: Museu MoMA, Nova York

    Representa o dia de aniversário do próprio artista, destacando suas máximas inspirações: o amor e a fantasia. A liberdade e a alegria de viver eram ideias realmente inovadoras na arte, não encontradas em outros autores contemporâneos.


  • "O passeio"
    Autor: Marc Chagall
    Título original: La promenade
    Título em inglês: The Promenade
    Estilo: Cubismo
    Ano: 1917
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Tela
    Localização: Museu Estatal Russo

    É um canto à alegria e ao enamoramento. Mostra um casal passeando no campo e fazendo um piquenique. A mulher voa para a direita com um vestido violeta, agarrada graciosamente à mão do seu amado, que segura um pássaro com a outra mão e está elegantemente vestido, de terno e sapatos. Ao fundo, uma vila com casas em verde e um templo em rosa.


  • "Paris através da janela"
    Autor: Marc Chagall
    Título original: Paris par la fenêtre
    Título em inglês: Paris through the Window
    Estilo: Modernismo
    Ano: 1913
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Tela
    Localização: Museu Solomon R. Guggenheim, Nova York

    Esta tela apresenta uma paisagem muito colorida de Paris (a favorita do artista), vista de uma varanda florida, a janela e o céu têm cores vivas.

    O personagem principal, presumivelmente uma auto-representação, é um homem de duas faces, pintado em pares de cores complementares: vermelho-verde e amarelo-azul. Antagonista a si mesmo em muitos sentidos, com um coração amarelo na sua mão azul, representa provavelmente a vida noturna e diurna; a boemia e a solidão; amor e desamor.

    Outros personagens e representações são misteriosos, têm um toque de humor: um paraquedista segurando-se com os próprios braços ao paraquedas, um gato de rosto humano, um trem ao contrário, um casal de homem e mulher em horizontal.


  • "O violinista verde"
    Autor: Marc Chagall
    Título em inglês: Green Violinist
    Estilo: Cubismo
    Ano: 1924
    Tipo: Quadro
    Técnica: Óleo
    Suporte: Tela
    Localização: Museu Solomon R. Guggenheim, Nova York

    Pintado ao regressar a Paris depois de uma longa viagem à Rússia, com a cidade de Vitebsk ao fundo, representa a nostalgia e a melancolia sobre o passado e os ambientes rurais. No meio, uma figura forte, o violinista, construído com traços cubistas, domina a tela, ao mesmo tempo que evidencia a sua origem judaica.

Quer um quadro a óleo inspirado em Chagall na sua casa?
Compre na seção quadros de Chagall a óleo

Pintores famosos relacionados:


↑Voltar ao topo